Proposta Pedagógica

Envolve dominar os instrumentos do conhecimento, e não simplesmente adquirir um conjunto de saberes. Significa autonomia para aprender, com uma atitude crítica e atenta: o aprender a pensar e a tirar conclusões. .

Envolve saber e a aplicar os conhecimentos adquiridos. Contudo, no mundo moderno, o fazer é cada vez mais imaterial: as atividades rotineiras são executadas por máquinas e computadores. Significa mobilizar as habilidades cognitivas para a capacidade de resolver problemas e atuar de forma competente em situações de incerteza. Aprender a fazer se define como ter a capacidade de fazer escolhas, pensar criticamente e não confiar ou depender apenas de modelos existentes.

O cérebro humano possui neurônios especializados em colocar-nos no lugar do outro, são os neurônios-espelho. Aprender a conviver proporciona a construção de laços afetivos, fortalece a empatia, pois ensina a respeitar o outro. Aprender a viver juntos tem a ver com o reconhecimento do outro, com o desenvolvimento da tolerância e do respeito à diversidade. Envolve a capacidade de cooperar, de evitar conflitos ou saber resolvê-los pacificamente.

Aprender a ser está relacionado ao desenvolvimento pessoal de uma forma mais ampla, envolvendo inteligência, criatividade, sensibilidade e responsabilidade. Visa à capacidade de autonomia, com discernimento e responsabilidade pessoal.